LEGISLAÇÃO

Samarco é condenada após dispensa de funcionária com deficiência grave

A Samarco foi condenada após dispensar portadora de deficiência por motivos discriminatórios e não incluir em seu quadro de empregados outro trabalhador com deficiência equivalente, segundo informou o Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT3). A justiça determinou a reintegração da trabalhadora no emprego e deferiu a ela uma indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil.

Samarco é condenada após dispensa de funcionária com deficiência grave

De acordo com o TRT3, a reclamante, portadora de doença física degenerativa identificada como osteogênese imperfeita, foi contratada em 03/12/08 para a função de auxiliar de serviços administrativos, para...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora