SUSTENTABILIDADE

AGU considera 'aviltante' proposta de empresas para acordo por Mariana

A Advocacia-Geral da União (AGU) considerou 'aviltante e desrespeitosa' a proposta de R$ 42 bilhões feita por Vale, BHP e Samarco para o novo acordo pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG). A declaração foi dada na terça-feira(19) durante uma audiência realizada pela comissão externa sobre fiscalização de barragens, na Câmara dos Deputados.

Lama da barragem de Fundão atingiu toda bacia do Rio Doce/Agência Brasil

Lama da barragem de Fundão atingiu toda bacia do Rio Doce/Agência Brasil

O montante oferecido pelas mineradoras acabou travando a negociação com o poder público. O valor é considerado baixo e está muito aquém, inclusive, dos que as próprias empresas chegaram a oferecer em setembro...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora