LEGISLAÇÃO

Mineração pode entrar no 'imposto do pecado' da reforma tributária

Os setores de mineração e combustíveis fósseis poderão ser alvo do novo Imposto Seletivo, também chamado de "imposto do pecado", que sobretaxa produtos e atividades que fazem mal à saúde e ao meio ambiente. A informação é do relator da reforma tributária no Senado, Eduardo Braga (MDB-AM).

 Operação minerária/Divulgação

Operação minerária/Divulgação

O parlamentar afirmou na quinta-feira (19) que decidiu retirar dessa lista o setor de energia elétrica.  "Energia (elétrica) não faz sentido ter Imposto Seletivo. Para telecomunicações, estamos avaliando....

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora