EMPRESAS

Novo processo contra Vale por Mariana já tem 30 mil vítimas

Cerca de 30 mil pessoas já aderiram a uma nova ação internacional que deve ser apresentada contra a Vale e a Samarco, em busca de indenização pelos danos causados pelo rompimento da barragem do Fundão, em Mariana (MG), em 2015. O representante das vítimas é o Pogust Goodhead, o mesmo escritório que defende 700 mil atingidos pelo desastre no processo contra a BHP e a Vale na Justiça inglesa e que pode render condenação de US$ 46 bilhões.

Danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG)/Agência Brasil

Danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG)/Agência Brasil

A autora da ação é a Fundação Ações do Rio Doce. O número de vítimas pode crescer já que a entidade está cadastrando até esta sexta-feira (1º) indivíduos e empresas afetados pela tragédia e que não ingressaram...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo
Já tem uma conta?  
Assine Agora