EMPRESAS

TJMG determina que Vale informe todas as barragens que possui em MG

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) determinou na terça-feira (4) que a Vale informe, no prazo de 90 dias, se existem outras barragens no Estado que não foram registradas no Cadastro Nacional de Barragens de Mineração do Sistema Integrado de Gestão de Barragens de Mineração (CNBM – SIGBM). 

 Barragem da Vale em Itabirito/Divulgação

Barragem da Vale em Itabirito/Divulgação

Na decisão, a Justiça estipulou multa de R$ 100 mil por dia de atraso, assim como uma multa de R$ 15 milhões por nova barragem declarada. "Veja-se que, no caso vertente, das 14 novas barragens cadastradas,...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora