Minas Gerais pode ter queda no PIB sem mineração

A paralisação das atividades minerárias em Minas Gerais, ocorrida após o rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), em janeiro, pode resultar na queda de 4% do PIB mineiro em 2019 e na perda de 851 mil empregos. A estimativa foi levantada por um estudo da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), lançado na segunda-feira (10).

Minas Gerais pode ter queda no PIB sem mineração Minas Gerais pode ter queda no PIB sem mineração Minas Gerais pode ter queda no PIB sem mineração Minas Gerais pode ter queda no PIB sem mineração Minas Gerais pode ter queda no PIB sem mineração

O levantamento fala sobre três diferentes cenários para os próximos três anos (2019-2021): "pessimista", com a interrupção de 70% das atividades do setor;