Credores da Odebrecht poderão tomar posse de ações da Braskem

A Justiça de São Paulo autorizou, na quinta-feira (11), os credores da Odebrecht a executar ações dadas em garantia pela dívida da companhia. A decisão se aplica às ações da petroquímica Braskem, controlada pela empreiteira que está em recuperação judicial. A Braskem não está incluída no plano de recuperação judicial da Odebrecht. O desembargador Alexandre Lazzarini, da 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial, deferiu uma liminar que suspendeu a proibição da execução das ações que tinham sido dadas em garantia.

Credores da Odebrecht poderão tomar posse de ações da Braskem Credores da Odebrecht poderão tomar posse de ações da Braskem Credores da Odebrecht poderão tomar posse de ações da Braskem Credores da Odebrecht poderão tomar posse de ações da Braskem Credores da Odebrecht poderão tomar posse de ações da Braskem

O agravo de instrumento foi apresentado pelo banco Itaú, sob alegação de que sempre houve, por parte da Braskem, concordância com a garantia e sua natureza extraconcursal.

article_image