SEGURANÇA

Tüv Süd atuou com a Vale para dificultar fiscalização de barragens, diz promotor

A consultoria alemã Tüv Süd tem sido usada pela Vale para dificultar a fiscalização sobre a segurança de barragens no Brasil, afirma o promotor do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), William Garcia Pinto. A empresa foi responsável por atestar a estabilidade da Barragem 1 da mineradora, que se rompeu no dia 25 de janeiro em Brumadinho (MG).

 Lama de rejeitos da barragem da mina Córrego do Feijão, da mineradora Vale, em Brumadinho (MG)

Lama de rejeitos da barragem da mina Córrego do Feijão, da mineradora Vale, em Brumadinho (MG)

A declaração de Pinto ocorreu durante um evento em Belo Horizonte (MG), que debateu a corrupção no Brasil e as investigações desses casos no país. Durante o painel, o promotor disse que a empresa alemã...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora