PRODUÇÃO

Mais de 45 mil trabalhadores da Codelco entram em greve no Chile

Mais de 45 mil trabalhadores da estatal chilena Codelco aderiram na quarta-feira (22) à paralisação nacional das atividades da maior mineradora de cobre do mundo. A ação foi convocada pelos sindicatos que representam os trabalhadores por causa do fechamento da Fundición Ventanas, uma das 18 empresas que tornaram a baía de Quintero-Puchuncaví um dos lugares mais contaminados da América do Sul.

 Fundição de cobre Las Ventanas, da Codelco/Divulgação

Fundição de cobre Las Ventanas, da Codelco/Divulgação

  Enquanto os trabalhadores afirmam ter feito uma "paralisação total" das operações da Codelco, o governo garante que a greve só alterou, mas não interrompeu a produção da empresa. A paralisação...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo
Já tem uma conta?  
Assine Agora