NACIONAL

China deve perder relevância e Brasil crescer no mercado de commodities

A China deve perder relevância no mercado de commodities nos próximos anos e o Brasil pode se aproveitar da qualidade dos seus minérios, conforme análise feita por analistas de mercado no painel "Mercado de Commodities Minerais" durante o décimo Simpósio Brasileiro de Exploração Mineral (Simexmin 2022) em Ouro Preto (MG).

 Analista da Wood Mackenzie, Paulo Azevedo, em palestra no Simexmin 2022/Divulgação

Analista da Wood Mackenzie, Paulo Azevedo, em palestra no Simexmin 2022/Divulgação

O analista de pesquisa da Wood Mackenzie Paulo Azevedo disse que os chineses devem perder relevância no longo prazo por queda na demanda, já que há uma tendência de mineração e siderurgia menos poluentes...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora