FINANÇAS

Lucro da CBA cresce 29% no segundo trimestre puxado por alta do alumínio

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), controlada pelo grupo Votorantim, registrou um lucro líquido de R$ 511 milhões no segundo trimestre, puxado por uma alta de 20% no preço médio do alumínio nos mercados internacionais. O montante representa um crescimento de 29% sobre o mesmo período do ano passado.

 Linha de produção da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA)/Divulgação

Linha de produção da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA)/Divulgação

O desempenho operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado disparou 73% ante o segundo trimestre de 2021, para R$ 641 milhões, avançando 16% ante os...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora