EMPRESAS

STF mantém multa de R$ 22 mi do Cade contra CSN

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve multa de R$ 22 milhões aplicada pelo órgão antitruste, em 1999, à Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), acusada de prática de formação de cartel na venda de aço. O processo que contestava a decisão condenatória do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) refere-se ao Cartel do Aço.

 Linha de produção de aço da CSN/Divulgação

Linha de produção de aço da CSN/Divulgação

Em julgamento virtual encerrado em agosto, o STF negou o último recurso apresentado pela CSN (embargos de declaração) e fixou multa de 1% pelo recurso. A multa é aplicada quando a corte considera que o...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora