EMPRESAS

Comunidades do Pará tentam processar Norsk Hydro na Holanda

Nove pessoas, ao lado da Associação dos Cablocos, Indígenas e Quilombolas da Amazônia (Cainquiama), que representa 11 mil membros, tentam abrir um processo contra a Norsk Hydro na Holanda. O objetivo é buscar reparação por danos causados pela poluição atribuída às operações da empresa em Barcarena, no Pará.

 Planta da Alunorte, da Hydro, em Barcarena, no Pará/Divulgação

Planta da Alunorte, da Hydro, em Barcarena, no Pará/Divulgação

No próximo dia 24, uma audiência em Roterdã vai avaliar se será aceita a jurisdição para o processo contra a gigante norueguesa do alumínio. Os demandantes, representados pelo escritório PGMBM, em parceria...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo
Já tem uma conta?  
Assine Agora