EMPRESAS

Vítimas de afundamento do solo em Maceió tentam processar Braskem na Holanda

Pelo menos 11 pessoas que tiveram de abandonar suas casas após o afundamento do solo causado pela mineração de sal-gema, pela Braskem, em Maceió (CE), tentam processar a companhia na Holanda. O grupo aguarda para setembro decisão de um tribunal de Roterdã se o caso prosseguirá no país.

 Bairro Pinheiro, em Maceió, um dos que teve afundamento de solo pela extração de sal-gema/Divulgação

Bairro Pinheiro, em Maceió, um dos que teve afundamento de solo pela extração de sal-gema/Divulgação

O escritório de advocacia PGMBM, que está levando o caso, disse que outras 10 mil pessoas podem ingressar na ação, em busca de bilhões de euros em indenização caso os juízes holandeses concordem em avaliar...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora