EMPRESAS

Tupi questiona aprovação de compra da LafargeHolcim pela CSN

A Cimento Tupi questionou o aval dado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) à compra da LafargeHolcim pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), por mais de US$ 1 bilhão. A concorrente afirmou que o negócio gera alta concentração por parte da CSN Cimentos na região Sudeste. O caso terá que ser julgado pelo tribunal do Cade, em data a ser definida.

 Planta da LafargeHolcim, adquirida pela CSN Cimentos/Divulgação

Planta da LafargeHolcim, adquirida pela CSN Cimentos/Divulgação

O negócio entre CSN e LafargeHolcim foi fechado no dia 9 de setembro de 2021, por US$ 1,03 bilhão. No dia 4 de abril deste ano, a Superintendência-Geral do Cade aprovou a transação sem restrições. A...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora