Dano à saúde mental é relatado em 96% de famílias atingidas por barragem da Vale

Uma pesquisa realizada pelo Ministério Público de Minas Gerais com 783 pessoas mostra que 74% dos atingidos pela barragem Sul Superior, da mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), afirmaram ter tido a saúde mental ou psicológica prejudicada, 71% disseram que houve queda na qualidade de vida e 70% relataram que foram obrigados a alterar seus hábitos ou costumes em decorrência da elevação do nível de segurança da estrutura.

Dano à saúde mental é relatado em 96% de famílias atingidas por barragem da Vale Dano à saúde mental é relatado em 96% de famílias atingidas por barragem da Vale Dano à saúde mental é relatado em 96% de famílias atingidas por barragem da Vale Dano à saúde mental é relatado em 96% de famílias atingidas por barragem da Vale Dano à saúde mental é relatado em 96% de famílias atingidas por barragem da Vale

Mina Gongo Soco da Vale, em Barão de Cocais (MG)/Divulgação

O relatório apresentado pelo MPMG na terça-feira (23) traz situações vivenciadas pelas pessoas que residiam ou trabalhavam na Zona de Autossalvamento (ZAS) e na Zona de