Justiça mantém multas de R$ 150 milhões à Samarco por desastre de Mariana

O titular da 12º Vara Federal de Minas Gerais, juiz Mário de Paula Franco Júnior, indeferiu, na segunda-feira (12), um pedido da mineradora Samarco – cujas donas são a Vale e a BHP Billiton – para suspender multas aplicadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) por causa dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), em 2015.

Justiça mantém multas de R$ 150 milhões à Samarco por desastre de Mariana Justiça mantém multas de R$ 150 milhões à Samarco por desastre de Mariana Justiça mantém multas de R$ 150 milhões à Samarco por desastre de Mariana Justiça mantém multas de R$ 150 milhões à Samarco por desastre de Mariana Justiça mantém multas de R$ 150 milhões à Samarco por desastre de Mariana

No pedido, a mineradora alegou que a Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Minas Gerais (Semad), responsável pelo licenciamento da atividade, teria a competência para aplicar as