Barragem desativada da Vale em Mariana tem risco de ruptura, diz SRT

A barragem Xingu da Mina Alegria, da Vale, em Mariana (MG), corre "grave e iminente risco de ruptura por liquefação", afirmou nesta quarta-feira a Superintendência Regional do Trabalho de Minas Gerais (SRT-MG), responsável por interditar atividades da empresa no local, com impacto na produção da mineradora de cerca de 40,5 mil toneladas diárias de minério de ferro.

Barragem desativada da Vale em Mariana tem risco de ruptura, diz SRT Barragem desativada da Vale em Mariana tem risco de ruptura, diz SRT Barragem desativada da Vale em Mariana tem risco de ruptura, diz SRT Barragem desativada da Vale em Mariana tem risco de ruptura, diz SRT Barragem desativada da Vale em Mariana tem risco de ruptura, diz SRT

Mina Alegria, no Complexo Mariana, da Vale, em Mariana (MG)/Divulgação.

A barragem, interditada desde março de 2020 pela Agência Nacional de Mineração (ANM), não recebe rejeitos de minério de ferro há mais de 20 anos, mas