CPRM defende relatório técnico sobre afundamento de solo em Maceió

Representantes do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) defenderam, na quinta-feira (7), em audiência na Câmara dos Deputados, em Brasília, o relatório técnico em que o órgão declara a Braskem como a responsável pelas rachaduras e pelo afundamento do solo nos bairros Pinheiro, Bebedouro, Mutange e Bom Parto, em Maceió (AL). A empresa, controlada pela Odebrecht com participação da Petrobras, realizava a extração de sal-gema nas regiões afetadas.

CPRM defende relatório técnico sobre afundamento de solo em Maceió CPRM defende relatório técnico sobre afundamento de solo em Maceió CPRM defende relatório técnico sobre afundamento de solo em Maceió CPRM defende relatório técnico sobre afundamento de solo em Maceió CPRM defende relatório técnico sobre afundamento de solo em Maceió

CPRM defende relatório técnico em audiência na Câmara dos Deputados

A Braskem disse que realizou estudos independentes e questionou os métodos utilizados pelo CPRM para afirmar que a companhia foi a causadora dos problemas.