Mais de 45 mil trabalhadores da Codelco entram em greve no Chile

Mais de 45 mil trabalhadores da estatal chilena Codelco aderiram na quarta-feira (22) à paralisação nacional das atividades da maior mineradora de cobre do mundo. A ação foi convocada pelos sindicatos que representam os trabalhadores por causa do fechamento da Fundición Ventanas, uma das 18 empresas que tornaram a baía de Quintero-Puchuncaví um dos lugares mais contaminados da América do Sul.

Mais de 45 mil trabalhadores da Codelco entram em greve no Chile Mais de 45 mil trabalhadores da Codelco entram em greve no Chile Mais de 45 mil trabalhadores da Codelco entram em greve no Chile Mais de 45 mil trabalhadores da Codelco entram em greve no Chile Mais de 45 mil trabalhadores da Codelco entram em greve no Chile

Fundição de cobre Las Ventanas, da Codelco/Divulgação

 

Enquanto os trabalhadores afirmam ter feito uma "paralisação total" das operações da Codelco, o governo garante que a greve só alterou, mas não