Parada de dois altos-fornos mostra Usiminas pessimista

A decisão da Usiminas de abafar dois dos três altos-fornos na usina de Ipatinga (MG) e de paralisar a unidade de Cubatão (SP), que só faz laminação, mostra que a siderúrgica não estima recuperação do mercado no curto prazo. Isso porque um dos principais clientes, a indústria automobilística, que representa cerca de 35% das suas vendas, parou a fabricação de veículos com a queda do mercado em razão da pandemia da covid-19.

Parada de dois altos-fornos mostra Usiminas pessimista Parada de dois altos-fornos mostra Usiminas pessimista Parada de dois altos-fornos mostra Usiminas pessimista Parada de dois altos-fornos mostra Usiminas pessimista Parada de dois altos-fornos mostra Usiminas pessimista

Planta da Usiminas em Ipatinga (MG)