Província argentina quer aporte de US$ 5 bi para operar mina deixada pela Vale

A província de Mendoza, na Argentina, busca investidores para reativar uma mina de potássio que requer aportes de até US$ 5 bilhões para entrar em operação. A ideia de colocar o ativo para produzir é aproveitar o momento de alta no preço dos fertilizantes. A localidade assumiu o projeto do Rio Colorado há vários meses após anos de disputa com a Vale, que desistiu da operação em 2013 após gastar US$ 2,2 bilhões para construir quase metade da mina.

Província argentina quer aporte de US$ 5 bi para operar mina deixada pela Vale Província argentina quer aporte de US$ 5 bi para operar mina deixada pela Vale Província argentina quer aporte de US$ 5 bi para operar mina deixada pela Vale Província argentina quer aporte de US$ 5 bi para operar mina deixada pela Vale Província argentina quer aporte de US$ 5 bi para operar mina deixada pela Vale

Mina de potássio Rio Colorado, da Vale, na Argentina/Divulgação

O projeto Rio Colorado tem potencial para produzir 4,5 milhões de toneladas por ano e precisaria de 800 quilômetros de ferrovias para levar o potássio a um porto do Atlântico

article_image