MPMG recorre de decisão que proíbe manifestações contra a Vale em Brumadinho

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) interpôs um Agravo de Instrumento contra decisão liminar que proibiu manifestantes de organizar atos nas vias de acesso ao município de Brumadinho e da Vale na cidade. A medida, segundo o MP, objetiva garantir o “direito fundamental de liberdade de reunião e manifestação” a pessoas atingidas pelo rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, da Vale, ocorrida em janeiro de 2019.

MPMG recorre de decisão que proíbe manifestações contra a Vale em Brumadinho MPMG recorre de decisão que proíbe manifestações contra a Vale em Brumadinho MPMG recorre de decisão que proíbe manifestações contra a Vale em Brumadinho MPMG recorre de decisão que proíbe manifestações contra a Vale em Brumadinho MPMG recorre de decisão que proíbe manifestações contra a Vale em Brumadinho

Protesto contra a Vale em Brumadinho