Samarco, BHP e Vale têm três dias para definir indenização por desastre em 2015

A Justiça Federal determinou que as mineradoras Samarco, Vale e BHP Billiton e a Fundação Renova têm até o próximo dia 22 para apresentar os critérios para indenizar os atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão na cidade de Baixo Guandu, no Espírito Santo. A mesma medida precisa ser tomada para os atingidos do município de Naque, em Minas Gerais, até o dia 5 de junho.

Samarco, BHP e Vale têm três dias para definir indenização por desastre em 2015 Samarco, BHP e Vale têm três dias para definir indenização por desastre em 2015 Samarco, BHP e Vale têm três dias para definir indenização por desastre em 2015 Samarco, BHP e Vale têm três dias para definir indenização por desastre em 2015 Samarco, BHP e Vale têm três dias para definir indenização por desastre em 2015

Lama da barragem de Fundão atingiu bacia do Rio Doce

A barragem de Fundão se rompeu em Mariana (MG) em 2015, causando a destruição de distritos do município mineiro e afetando toda a bacia do Rio Doce.

article_image