CBMM usa satélites e fibra óptica para monitorar barragens

A Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) afirma que reforça constantemente a gestão e o monitoramento das suas barragens. Segurança é a palavra de ordem, diz Eduardo Ribeiro, presidente da empresa. A mineradora é dona de oito barragens, para armazenar rejeitos de minério, sedimentos e água, dentro do processo de beneficiamento do minério de nióbio. São barragens construídas no sistema a jusante e monitoradas por satélites.

CBMM usa satélites e fibra óptica para monitorar barragens CBMM usa satélites e fibra óptica para monitorar barragens CBMM usa satélites e fibra óptica para monitorar barragens CBMM usa satélites e fibra óptica para monitorar barragens CBMM usa satélites e fibra óptica para monitorar barragens

Instalações da CBMM em Araxá (MG)

"Nossas barragens têm construção semelhante às de hidrelétricas, com escolha do material para fazer o maciço", diz Ribeiro.