Diretores destituídos da Usiminas praticaram atos ilícitos, diz acionista

A decisão da Usiminas de destituir três diretores de seus cargos, conforme divulgado na sexta-feira (26), é decorrente de atos ilícitos praticados na gestão da empresa. A declaração foi feita por representantes da Nippon Steel & Sumitomo, principal acionista da companhia, ao jornal Valor Econômico.

Diretores destituídos da Usiminas praticaram atos ilícitos, diz acionista Diretores destituídos da Usiminas praticaram atos ilícitos, diz acionista Diretores destituídos da Usiminas praticaram atos ilícitos, diz acionista Diretores destituídos da Usiminas praticaram atos ilícitos, diz acionista Diretores destituídos da Usiminas praticaram atos ilícitos, diz acionista

Após reunião de acionistas, na última quinta-feira (25), o presidente-executivo da Usiminas, Julián Eguren, foi afastado do cargo que ocupava desde janeiro de 2012.

topics

loader