MMX aumenta em 2,5 vezes a remuneração de gestores

A mineradora MMX aumentou em 149% a remuneração dos conselheiros e diretores para este ano. Na ata da reunião do Conselho de Administração, realizada hoje no Rio de Janeiro, foi aprovada a proposta de remuneração anual para administradores, integrantes do Conselho de Administração e diretores, no valor de até R$ 19.215.768,11. Em 2013, o valor aprovado foi de até R$ 7,7 milhões.
MMX aumenta em 2,5 vezes a remuneração de gestores MMX aumenta em 2,5 vezes a remuneração de gestores MMX aumenta em 2,5 vezes a remuneração de gestores MMX aumenta em 2,5 vezes a remuneração de gestores MMX aumenta em 2,5 vezes a remuneração de gestores

Em 2012, o valor aprovado, segundo a ata da reunião, foi de até R$ 7 milhões. A proposta de remuneração anual para os administradores da mineradora neste ano ainda vai ser submetida à aprovação dos acionistas da companhia em Assembleia Geral Extraordinária.

Segundo a ata da assembleia, o valor “a ser distribuído em razão das responsabilidades assumidas, do tempo dedicado à Companhia e da competência profissional de cada Administrador, incluindo a parcela a ser dedicada à retenção dos administradores, de modo a assegurar a estabilidade na gestão e na consecução do plano de negócios da Companhia.”

As atas de 2012 e 2013 dizem simplesmente que o valor “não será necessariamente integralmente despendido”. Em 2012, havia oito conselheiros. Segundo o website da empresa, a MMX conta hoje com sete conselheiros, incluindo Eike Fuhrken Batista e seu pai, Eliezer Batista da Silva, respectivamente presidente do Conselho e presidente Honorário do Conselho.

Diferentemente das atas de 2012 e 2013, a ata de 2014 não traz o nome de conselheiros e diretores. Ao longo de 2013, o conselho da MMX foi reduzido, a exemplo da controladora EBX, que perdeu vários conselheiros de peso. No ano passado, pelo menos dois conselheiros deixaram a MMX, Aziz Ben Ammar e Hans Jürgen Mende.

Em 2012, a MMX apurou prejuízo de R$ 792 milhões e no ano anterior de R$ 19 milhões. Em razão desses resultados, a mineradora não distribuiu dividendos aos acionistas em 2012 e 2013.

O Conselho de Administração da MMX aprovou também a proposta de grupamento de ações da companhia à razão de seis para uma. Os 973.227.439 papéis ordinários da mineradora serão reduzidos para 162.204.573 ações de mesma classe.

Segundo ata da reunião, as frações detidas por acionistas como resultado do grupamento serão "complementadas por frações de ações a serem doadas direta ou indiretamente pelo acionista controlador da companhia, Sr. Eike Fuhrken Batista".

topics

loader
article_image