Construção da Transnordestina é retomada após investimento de R$ 257 milhões

As obras da Ferrovia Transnordestina Logística S/A (TLSA) foram retomadas depois de um aporte de R$ 257 milhões da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). O projeto, que chegou a ficar parado por três anos e que agora está sendo administrado pela construtora Marquise, no Ceará, deverá ligar os portos do Pecém (CE) e Suape (PE) e, futuramente, a ferrovia Norte-Sul. 

Construção da Transnordestina é retomada após investimento de R$ 257 milhões Construção da Transnordestina é retomada após investimento de R$ 257 milhões Construção da Transnordestina é retomada após investimento de R$ 257 milhões Construção da Transnordestina é retomada após investimento de R$ 257 milhões Construção da Transnordestina é retomada após investimento de R$ 257 milhões

Ferrovia Transnordestina

xSegundo a CSN, a Transnordestina deverá ter a capacidade de movimentar, quando completa, cerca de 30 milhões de toneladas por ano, "com destaque para granéis sólidos, como