Preços dos metais básicos disparam com crise energética

Os preços dos metais básicos dispararam após as fundições europeias serem atingidas pela crise global de energia que interrompe o fornecimento e aumenta a pressão sobre fabricantes. O aumento foi liderado pelo zinco, que atingiu seu mais alto nível desde 2007.

Preços dos metais básicos disparam com crise energética Preços dos metais básicos disparam com crise energética Preços dos metais básicos disparam com crise energética Preços dos metais básicos disparam com crise energética Preços dos metais básicos disparam com crise energética

Crise energética pressiona preços na LME/Divulgação

O metal chegou a subir 6,9% na Bolsa de Metais de Londres (LME). O alumínio, uma das commodities mais intensivas em energia, está no patamar mais alto desde 2008.

article_image