Excesso de produção de aço na China afeta siderúrgicas latino-americanas

A Associação Latino-Americana de Aço (Alecero, na sigla em espanhol), afirma que as empresas produtoras de aço na América Latina estão sendo “seriamente afetadas” por mudanças estruturais na indústria mundial do produto. Em comunicado, divulgado no país pelo Instituto Aço Brasil (IAbr), a entidade diz que o segmento convive com o excesso e produção chinês, o que põe em risco a estabilidade do mercado e a operação das empresas.

Excesso de produção de aço na China afeta siderúrgicas latino-americanas Excesso de produção de aço na China afeta siderúrgicas latino-americanas Excesso de produção de aço na China afeta siderúrgicas latino-americanas Excesso de produção de aço na China afeta siderúrgicas latino-americanas Excesso de produção de aço na China afeta siderúrgicas latino-americanas

Além disso, a Alacero diz que medidas protecionistas nos Estados Unidos "distorcem os fluxos comerciais, causando grandes impactos no comércio regional".

topics

loader