EXECUTIVOS

MPF quer julgamento presencial de habeas corpus de Schvartsman

O Ministério Público Federal (MPF) solicitou na quinta-feira (22) que seja presencial o julgamento de habeas corpus do ex-presidente da Vale Fábio Schvartsman na ação penal que apura responsabilidades pelo rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão ocorrido em Brumadinho (MG) em 2019. A audiência do Tribunal Regional Federal da 6ª Região (TRF-6), marcada para 6 de março, está prevista para acontecer em sessão virtual.

Fábio Schvartsman, ex-presidente da Vale/Reprodução

Fábio Schvartsman, ex-presidente da Vale/Reprodução

A primeira audiência para decidir se o executivo vai escapar do julgamento por júri popular pela acusação de 270 homicídios dolosos qualificados e crimes ambientais diversos aconteceu presencialmente em...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo
Já tem uma conta?  
Assine Agora