Sucessão na Vale se estende por fevereiro após recuo do governo

Depois de o governo desistir de emplacar o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega no comando da Vale, a avaliação é de que as negociações em torno da sucessão entrem pelo mês de fevereiro. Como o assunto não está na pauta da reunião ordinária do conselho de administração marcada para quarta-feira (31), deve ser convocada reunião extraordinária na sexta-feira (2) para tratar do nome que vai presidir a companhia pelos próximos três anos.

Sucessão na Vale se estende por fevereiro após recuo do governo Sucessão na Vale se estende por fevereiro após recuo do governo Sucessão na Vale se estende por fevereiro após recuo do governo Sucessão na Vale se estende por fevereiro após recuo do governo Sucessão na Vale se estende por fevereiro após recuo do governo

Governo estaria pressionando pela troca do atual presidente, Eduardo Bartolomeo/Divulgação

A análise é que o recuo do governo representou uma vitória de parte dos acionistas da empresa, de gestores e de investidores, que não aceitavam interferência estatal