Ex-diretor da Braskem é condenado a 20 meses de prisão nos EUA

O ex-diretor-executivo da Braskem José Carlos Grubisich foi condenado a 20 meses de prisão e a pagar multas de US$ 2,2 milhões nos EUA por desviar centenas de milhões de dólares da empresa para um esquema de “suborno internacional” e “violações à lei de valores mobiliários”, informou o Departamento de Justiça americano na terça-feira (12).

Ex-diretor da Braskem é condenado a 20 meses de prisão nos EUA Ex-diretor da Braskem é condenado a 20 meses de prisão nos EUA Ex-diretor da Braskem é condenado a 20 meses de prisão nos EUA Ex-diretor da Braskem é condenado a 20 meses de prisão nos EUA Ex-diretor da Braskem é condenado a 20 meses de prisão nos EUA

Ex-presidente da Braskem, José Carlos Grubisich/Divulgação

O executivo foi sentenciado à prisão por ter "conspirando para desviar centenas de milhões de dólares da Braskem para um fundo secreto e pagar propinas a

article_image