Com fim do acordo de acionistas, Vale deverá ser mais cobrada

A partir do fim do seu acordo de acionistas, marcado para 9 de novembro, a Vale tende a ser ainda mais questionada sobre fatores ESG (ambiental, social e de governança, na sigla em inglês), seja por acionistas minoritários, que passam a ter mais representatividade, seja porque deverá caminhar para ter um conselho de administração 100% independente.

Com fim do acordo de acionistas, Vale deverá ser mais cobrada Com fim do acordo de acionistas, Vale deverá ser mais cobrada Com fim do acordo de acionistas, Vale deverá ser mais cobrada Com fim do acordo de acionistas, Vale deverá ser mais cobrada Com fim do acordo de acionistas, Vale deverá ser mais cobrada

Sede da Vale no Rio de Janeiro

article_image