Chefe da Rio Tinto é pressionado a renunciar por demolição de local aborígene

O executivo-chefe da Rio Tinto, Jean-Sébastien Jacques, se vê diante de pedidos para que renuncie depois de ter admitido que não sabia do significado cultural de um local aborígene de 46 mil anos, antes de o grupo minerador mandar demoli-lo.

Chefe da Rio Tinto é pressionado a renunciar por demolição de local aborígene Chefe da Rio Tinto é pressionado a renunciar por demolição de local aborígene Chefe da Rio Tinto é pressionado a renunciar por demolição de local aborígene Chefe da Rio Tinto é pressionado a renunciar por demolição de local aborígene Chefe da Rio Tinto é pressionado a renunciar por demolição de local aborígene

Jean-Sébastien Jacques, diretor-executivo da Rio Tinto