EMPRESAS

Contrato de mina de cobre que tumultuou Panamá é declarado inconstitucional

O contrato de concessão da mina de cobre do Panamá, cuja aprovação pelo Congresso havia gerado protestos, foi considerado “inconstitucional” pela Suprema Corte do país da América Central. O anúncio, feito nesta terça (28) pela presidente do tribunal, Maria Eugênia Lopes, foi comemorado por manifestantes que fecharam estradas e porto e provocaram prejuízos acumulados de mais de US$ 1,7 bilhão.

 Mina Cobre Panamá, da First Quantum Minerals/Divulgação

Mina Cobre Panamá, da First Quantum Minerals/Divulgação

A canadense First Quantum Minerals (FQM), que investiu US$ 10 bilhões naquela que é considerada a maior mina de cobre da América Central, já notificou o governo de que vai "apresentar pedidos de arbitragem"...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora