EMPRESAS

Justiça suspende Fênix por suspeita de compra de R$ 3 bi de ouro ilegal

A Justiça determinou a suspensão de todas as atividades de comercialização de ouro da Fênix DTVM (Distribuidora de Títulos e Valores Imobiliários). Segundo investigação da PF (Polícia Federal), desde 2021 a empresa comprou cerca de R$ 3,5 bi do metal amarelo suspeito de ter como origem o garimpo ilegal.

PF constatou não haver atividade em lavras indicadas como origem do metal/Divulgação

PF constatou não haver atividade em lavras indicadas como origem do metal/Divulgação

A decisão tem como base uma investigação que mirou um esquema envolvendo cooperativas de garimpo ligadas à companhia e que "esquentavam" o material extraído ilegalmente, registrando-o na nota fiscal como...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora