EMPRESAS

Ação nos EUA acusa bancos de lucrarem com rompimentos de barragens

Sete municípios de Minas Gerais ingressaram com uma ação na Justiça dos Estados Unidos contra os bancos Merril Lynch, Barclays, Citibank e JP Morgan acusados de serem financiadores de empreendimentos de risco da Vale, que incluem a barragem de Fundão, em Mariana (MG), da subsidiária Samarco, que se rompeu em 2015, e da estrutura B1 da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, que entrou em colapso em 2019.

JP Morgan é um dos banco envolvidos na ação/Reprodução

JP Morgan é um dos banco envolvidos na ação/Reprodução

Foi anexado um levantamento que aponta para empréstimos realizados desde 2011 para a mineradora, somando um total de US$ 17,2 bilhões. As instituições financeiras são acusadas de lucrarem com as operações...

Faça um teste gratuito para continuar lendo este artigo

Já tem uma conta?

Assine Agora