MP suíço pede prisão de Beny Steinmetz e multa de US$ 50 mi por Simandou

O Ministério Público de Genebra, na Suíça, pediu cinco anos de prisão e multa de US$ 50 milhões para o bilionário israelense Beny Steinmetz, ex-parceiro da Vale na exploração da mina de Simandou, na República da Guné, na África. Segundo o promotor suíço Yves Bertossa, o empresário é acusado de corrupção de funcionários públicos estrangeiros e falsificação de documentos.

MP suíço pede prisão de Beny Steinmetz e multa de US$ 50 mi por Simandou MP suíço pede prisão de Beny Steinmetz e multa de US$ 50 mi por Simandou MP suíço pede prisão de Beny Steinmetz e multa de US$ 50 mi por Simandou MP suíço pede prisão de Beny Steinmetz e multa de US$ 50 mi por Simandou MP suíço pede prisão de Beny Steinmetz e multa de US$ 50 mi por Simandou

Beny Steinmetz chega para julgamento em Genebra/AFP

article_image