MMX usa laudo de 12 anos para estimar valor de mina em Corumbá em R$ 1,5 bilhão

A MMX, empresa de mineração fundada pelo empresário Eike Batista, está usando um laudo feito há 12 anos para afirmar ao mercado que as minas de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, valem US$ 300 milhões, ou R$ 1,5 bilhão na cotação atual. As estimativas foram realizadas pela EBX, holding que Eike usava para controlar o extinto império X antes de ruir em dívidas de R$ 25 bilhões.

MMX usa laudo de 12 anos para estimar valor de mina em Corumbá em R$ 1,5 bilhão MMX usa laudo de 12 anos para estimar valor de mina em Corumbá em R$ 1,5 bilhão MMX usa laudo de 12 anos para estimar valor de mina em Corumbá em R$ 1,5 bilhão MMX usa laudo de 12 anos para estimar valor de mina em Corumbá em R$ 1,5 bilhão MMX usa laudo de 12 anos para estimar valor de mina em Corumbá em R$ 1,5 bilhão

Operação de minério de ferro em Corumbá

article_image