Estudo da CVP indica potencial de cobre, cobalto e níquel em trecho da Fiol

Resultados preliminares da prospecção geológica que a Companhia Vale do Paramirim (CVP) começou a realizar ao longo do traçado da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) já apontou potencial presença de cobre, cobalto e níquel no lote cinco do estudo, entre os municípios de Guanambi e Caetité, na Bahia.

Estudo da CVP indica potencial de cobre, cobalto e níquel em trecho da Fiol Estudo da CVP indica potencial de cobre, cobalto e níquel em trecho da Fiol Estudo da CVP indica potencial de cobre, cobalto e níquel em trecho da Fiol Estudo da CVP indica potencial de cobre, cobalto e níquel em trecho da Fiol Estudo da CVP indica potencial de cobre, cobalto e níquel em trecho da Fiol

João Cavalcanti (meio) e técnicos da Companhia Vale do Paramirim fazem prospecção geológica no traçado da Fiol

Segundo o presidente da CVP, o geólogo João Cavalcanti, durante os trabalhos na terça-feira (1) foi detectada a presença de "expressivos pacotes de rochas fosfatadas,

article_image