BHP diz que ação na Inglaterra por barragem de Fundão é "sem sentido"

A mineradora anglo-australiana BHP minimizou e classificou como “sem sentido” e perda de tempo o processo de R$ 32 bilhões movido na Inglaterra por cerca de 200 indivíduos e entidades brasileiras devido ao colapso de uma barragem de rejeitos em Mariana (MG), em 2015, que causou o maior desastre ambiental da história do Brasil.

BHP diz que ação na Inglaterra por barragem de Fundão é "sem sentido" BHP diz que ação na Inglaterra por barragem de Fundão é "sem sentido" BHP diz que ação na Inglaterra por barragem de Fundão é "sem sentido" BHP diz que ação na Inglaterra por barragem de Fundão é "sem sentido" BHP diz que ação na Inglaterra por barragem de Fundão é "sem sentido"

Lama da barragem de Fundão, da Samarco, que se rompeu em Mariana (MG)

article_image