Gasto da Braskem em AL já encosta no valor do acordo bilionário com Lava-Jato

O afundamento do solo em áreas de Maceió (AL) próximas à região de mineração de sal-gema da Braskem já custa à companhia praticamente o mesmo que o acordo de leniência firmado em 2016, após a Operação Lava-Jato revelar a existência de um esquema de pagamento de propina na empresa e em sua controladora, a Odebrecht.

Gasto da Braskem em AL já encosta no valor do acordo bilionário com Lava-Jato Gasto da Braskem em AL já encosta no valor do acordo bilionário com Lava-Jato Gasto da Braskem em AL já encosta no valor do acordo bilionário com Lava-Jato Gasto da Braskem em AL já encosta no valor do acordo bilionário com Lava-Jato Gasto da Braskem em AL já encosta no valor do acordo bilionário com Lava-Jato

O reconhecimento desses gastos também tem em comum o estrago provocado no balanço financeiro, resultando nos maiores prejuízos já registrados pela empresa.

article_image