Governador de MG acusa Vale de resistir a fazer obras compensatórias de desastre

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), afirmou nesta segunda-feira (20), que a Vale está resistindo a fechar um acordo para realizar obras compensatórias no Estado em função do rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). O desastre completa um ano no próximo sábado, 25 de janeiro. A empresa rebateu as acusações com uma lista das ações que adotou.

Governador de MG acusa Vale de resistir a fazer obras compensatórias de desastre Governador de MG acusa Vale de resistir a fazer obras compensatórias de desastre Governador de MG acusa Vale de resistir a fazer obras compensatórias de desastre Governador de MG acusa Vale de resistir a fazer obras compensatórias de desastre Governador de MG acusa Vale de resistir a fazer obras compensatórias de desastre

Lama de rejeitos da barragem do Córrego do Feijão, da Vale, em Brumadinho (MG)

article_image