Taxa de carbono da UE pode prejudicar exportações minerais do Brasil

Um mecanismo de ajuste de tributação de mercadorias, com base nos gases de efeito estufa emitidos durante a produção (ou Cbam, na sigla em inglês), a ser introduzido pela União Europeia (UE), poderá prejudicar as exportações brasileiras de alumínio, cimento, fertilizantes, ferro e aço. A ideia é que, para chegar à região, eles tenham que pagar o mesmo preço que os produtores do bloco já pagam pelo carbono.

Taxa de carbono da UE pode prejudicar exportações minerais do Brasil Taxa de carbono da UE pode prejudicar exportações minerais do Brasil Taxa de carbono da UE pode prejudicar exportações minerais do Brasil Taxa de carbono da UE pode prejudicar exportações minerais do Brasil Taxa de carbono da UE pode prejudicar exportações minerais do Brasil

Aço embarcado para exportação/Divulgação

Embora o Brasil não seja um grande negociador desses itens com a Europa, a previsão é de que as exportações sejam impactadas, especialmente as do setor