Ex-presidente da Metamat está envolvido em esquema de lavagem de R$ 7 milhões

O ex-presidente da Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat), João Justino Paes Barros, está entre as 13 pessoas indiciadas pelo Ministério Público do Mato Grosso à Justiça Estadual, suspeitas de formação de organização criminosa, lavagem de dinheiro, peculato e corrupção passiva. Ele comandou a Metamat de 2003 a 2015.

Ex-presidente da Metamat está envolvido em esquema de lavagem de R$ 7 milhões Ex-presidente da Metamat está envolvido em esquema de lavagem de R$ 7 milhões Ex-presidente da Metamat está envolvido em esquema de lavagem de R$ 7 milhões Ex-presidente da Metamat está envolvido em esquema de lavagem de R$ 7 milhões Ex-presidente da Metamat está envolvido em esquema de lavagem de R$ 7 milhões

A denúncia é um desdobramento da operação Seven, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que apurou o desvio de R$ 7 milhões dos cofres do governo do Estado

loader
article_image