China lança índice diário de minério de ferro

A China lançou um índice de preços para o minério de ferro, como já havia sido anunciado em dezembro de 2013. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (2) pela Associação de Ferro e Aço da China (em inglês, Cisa). Atualmente, a China trabalha para ter mais controle sobre o preço do minério de ferro.

A iniciativa é parte do mais recente esforço chinês de deslocar as referências de preços das commodities do Ocidente para o Oriente. O país lança uma série de contratos futuros que vão de minério de ferro ao setor alimentício.

Os índices serão publicados no site da Cisa e refletem tanto os preços do minério de ferro doméstico quanto do importado, disse a entidade.

Com a nova ferramenta, a China quer ter certeza de que paga um preço justo pelo minério de ferro, responsável por US$ 100 bilhões anuais de investimentos pelo país. A matéria-prima do aço é a commodity mais importada pela China em volume.

O governo chinês chegou a acusar as grandes mineradoras de atrasarem entregas e segurarem estoques para inflacionar os índices publicados pelos fornecedores de dados como a Platts, usados como referências para precificação dos embarques.

A Cisa publica um índice semanal de preços de minério de ferro desde 2011, mas atualmente, as usinas siderúrgicas, operações e mineradoras preferem continuar se baseando em índices fornecidos por companhias como a Platts e a Metal Bulletin.

Em outubro de 2013, a China lançou a primeira plataforma global de futuros de minério de ferro do mundo atrelada a entregas físicas. Com isso, o país tentava ampliar seu poder de preço, além de fornecer aos compradores domésticos mais uma ferramenta de proteção de preços.

As informações são da Reuters e da Agência Estado.

loader
article_image