Governo quer tirar do papel ferrovia Rio-Vitória

O governo federal tenta encontrar meios para tirar do papel a ferrovia Rio-Vitória, que vai ligar os principais portos do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. Para o Executivo a construção da ferrovia pode ser condicionada à renovação das concessões da MRS e da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA). Caso isso não ocorra, o projeto só será viável com investimento da União. As principais cargas seriam minérios, fertilizantes e grãos.

De acordo com estudos divulgados em julho do ano passado, no primeiro momento, o principal tipo de carga transportada pela ferrovia de 572 quilômetros será os granéis