Coronavírus não deve ser motivo de pânico para investidores, diz Itaú BBA

Diante do efeito potencial do coronavírus, que chegou a mais de 7.000 casos na China, e da reação negativa dos papéis de companhias cobertas pelo Itaú BBA, os analistas Daniel Sasson, Ricardo Monegaglia e Edgard Pinto de Souza decidiram investigar os efeitos da epidemia de Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars, na sigla em inglês), ocorrida em 2003, e que também impactou o mercado. 

Coronavírus não deve ser motivo de pânico para investidores, diz Itaú BBA Coronavírus não deve ser motivo de pânico para investidores, diz Itaú BBA Coronavírus não deve ser motivo de pânico para investidores, diz Itaú BBA Coronavírus não deve ser motivo de pânico para investidores, diz Itaú BBA Coronavírus não deve ser motivo de pânico para investidores, diz Itaú BBA

Surto de coronavírus na China